De 0 a 10 qual a nota que você dá a sua sexualidade?

pompoarismo-banner

Será que você como homem ou mulher já se fez esta pergunta? E como novas descobertas podem transformar homens e mulheres muito mais desejados em uma roda de amigos? O segredo está em saber despertar a sua sexualidade através de coisas que você por medo ou pudor nunca arriscou tentar descobrir.

Você precisa conhecer mais o seu corpo e experimentar muito mais as sensações de prazer que ele pode lhe dar sem aquele medo de ser feliz diante do que as outras pessoas vão pensar a seu respeito. Você pode ser hetero, bisexual, gay, trans mas o que importa é que se reconheça como uma pessoa que pode dar e receber prazer isso independente de como vai proceder para chegar ao climax do seu prazer.

O termo sexualidade está atrelado a uma variedade de coisas que talvez você ainda não saiba e nem entenda e por isso o seu corpo ainda permanece imóvel, intacto e sem ousadia para viver muitas experiências. Afinal independentemente de sua opção sexual você está vivo, possui hormônios dentro de você e por isso tem facilidade para se excitar e sentir desejo por outras pessoas iguais ou diferentes de você.

No mundo atual nada é tão surpreendente como antes pois homens héteros podem sentir desejos por outros homens e se relacionarem mesmo que seja por uma única vez na vida. Homossexuais sentem atração por mulheres e chegam a sentir bastante prazer com elas mesmo estando habituados a se relacionarem com outros homens.Mulheres acabam experimentando outras mulheres as vezes por um motivo de curiosidade e se sentem completamente satisfeitas.E tudo isso porque quando você pensa em sexualidade está vivendo muitas emoções mesmo antes de consumar os fatos.

Sexo é vida e você não pode ficar de fora disso. Afinal segundo a organização mundial de saúde “Sexualidade é uma energia que nos motiva para encontrar amor, contato, ternura e intimidade; ela integra-se no modo como sentimos, movemos, tocamos e somos tocados, é algo sensual e ao mesmo tempo sexual. A sexualidade influencia pensamentos, sentimentos, ações e interações e, por isso, influencia também a nossa saúde física e mental”.

Dentro desta definição você pode responder a pergunta que fizemos no título deste post? Se você não libera essa energia através do contato físico com outra pessoa como poderá experimentar os prazeres de sentir amor, ternura e outras sensações que possam ir de encontro aos seus desejos?

Você como hétero, gay, trans, bi ou seja lá o que for é um homem ou uma mulher e precisa ser tocado por alguém e viver toda a sua sensualidade dentro do ambiente sexual que possa fazer o seu corpo explodir de prazer realizando os seus pensamentos e fantasias através de ações que possam irradiar muito mais energias experimentando sensações que possam contribuir para a sua saúde física, mental e psicológica.

Quais são as melhores formas de experimentar o prazer?

Antes de qualquer coisa você precisa conhecer o seu corpo e se libertar de todos os pudores que o aprisiona. Para isso você terá que vencer o medo de tocá-lo, se entregar as suas fantasias sexuais e deixar a sua imaginação fluir sem aquela sensação de culpa.

Preparar o seu corpo para entregá-lo a alguém é algo essencial para quem busca momentos bem intensos com aquela pessoa que deseja e usar objetos e outros utensílios presentes no mercado erótico que possam intensificar o prazer pode aguçar muito mais a sua criatividade na hora de uma relação.

Talvez não seja na primeira, segunda ou terceira vez que você for sair com alguém que poderá se sentir preparado para dar uma nota 10 a si mesmo pois a cada novo encontro quando você der a liberdade essencial que o seu corpo precisa ele vai se tornando muito mais apto para dar e sentir prazer de forma bem natural.

O pompoarismo é uma tecnica milenar, criada na Índia e aperfeiçoada no Japão e na Tailândia e que ganhou força no Ocidente nos anos 50 e atualmente é recomendada por médicos ginecologistas pois o seu exercício torna o sexo muito mais prazeroso.

A masturbação seja masculina ou feminina é algo que acontece de forma bem natural na vida de todos nós queremos sentir aquela sensação de prazer mas estamos sem ninguém para compartilhar nossos desejos.

O mais interessante é que essas e outras formas representam a prática de exercícios que fazemos com o nosso corpo e através disso além de relaxarmos também podemos aumentar a nosso libido.

Até onde deve ir a sua sexualidade e o seu erotismo?

Pensar ou praticar sexo é algo fascinante e precisa de estímulos e é aí que entra a palavra erotismo. O erotismo é algo que provoca o desejo sexual e isso independe por quem está acontecendo o seu desejo.

Ser um cara erótico não é algo que deva ser interpretado como um crime pois o erotismo está dentro de todos nós quando nos interessamos por uma fotografia de alguém muito sensual, buscamos ver pessoas nuas se relacionando em vídeos pornográficos ou nos imaginamos transando com alguém que em algum momento estimulou o nosso desejo.

Os nossos desejos nos impulsionam a criar fantasias dentro de nós e nos estimulam a procurar alguém que possam realizá-las. Quando isso acontece, sentimos orgasmos profundos e ejaculamos.Com isso vamos dando muito mais folego a nossa sexualidade quando nos deixamos levar pelo que sentimos e nos entregamos por inteiro.

A sua sexualidade e o seu erotismo não precisam ter limites desde que o sexo não se transforme em violência contra outras pessoas. Você é dono do seu corpo e proporciona a ele o prazer que quiser sem precisar da permissão de outras pessoas.

Até que ponto o seu corpo pode ser violentado por você mesmo?

Quando você é obrigado a sufocar os seus instintos e começa a aprisionar os seus desejos, suas taras e fantasias e não dá ao seu corpo as oportunidades que ele precisa por acreditar em culpas em relação a isto ou aquilo, ele deixa de gerar as reações de ações que não existem.

Então para que o seu corpo possa gerar essas reações ele precisa de ingredientes para produzir sensações que possam lhe oferecer prazer e satisfação sexual.A sua sexualidade não vai evoluir se você não tiver intimidade com o seu próprio corpo.

Você começa a violentar o seu corpo quando deixa que ele se torne um desconhecido.Quando você não se entusiasma com o tamanho do seu pênis, com os pêlos que estão em torno dele.Quando deixa de provocá-lo e quando se deixa levar pelo preconceito de que seja um orgão que pode dar prazer e realizar os desejos de alguém.Quando você faz isso inferioza o seu corpo e passa a ignorar a si mesmo forçando-se a ser uma pessoa assexuada.Pessoas assexuadas são aquelas que não sentem vontade de fazer sexo com ninguém.

Então comece hoje uma nova escalada.Você pode aceitar um novo desafio experimentando todas as sensações e respostas que o seu corpo precisa e pode lhe oferecer quando você está decido a ir em busca do prazer.

O seu prazer está mais perto do que você imagina e só precisa ser descoberto através de dicas e sugestões variadas presentes em diversos sex shop que você conhece.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com nossa Política de Privacidade.